Publicado em 20/01/15 por Distel Telhas

No verão as chuvas de granizo são mais frequentes. Isso acontece por que quando a temperatura está muito alta e ao mesmo tempo o clima está muito úmido, a água que deveria ser de chuva, acaba se transformando em blocos de gelo de 0,5 a 5 centímetros de diâmetro. Essas pedras de gelo caem e causam prejuízos, quebrando casas, vidros, telhados, entre outros. A chuva de granizo é um fenômeno de regiões quentes. Quanto mais distante da linha do Equador menor a ocorrência desse tipo de fenômeno.

Os mais atingidos são o telhado e as janelas, que são danificados e quebrados e acabam precisando de reforma. As telhas quebradas devem ser substituídas o quanto antes para evitar infiltração e danos à parte de madeira da estrutura do telhado. Nas vidraças, não resta outra alternativa a não ser trocar os vidros quebrados

O bom é que há algumas alternativas que ajudam a evitar estragos maiores. Uma delas é optar por telhas mais rígidas em regiões nas quais as chuvas sejam constantes. Elas são mais resistentes e o risco de quebrarem na próxima chuva de granizo é menor. Já nas janelas, há a película protetora para os vidros, o que evita que eles se quebrem.

Ainda no telhado, é de extrema importância que seja colocada uma manta impermeável para proteger de infiltrações no caso de alguma telha quebrar durante a tempestade. A manta, além de não permitir que a água passe e estrague a madeira, ajuda a manter uma boa temperatura no ambiente interno, deixando o ambiente mais agradável.

Veja mais dicas para cuidar de seu telhado aqui no blog da Distel Telhas!

Compartilhe

Faça uma pergunta
0 Perguntas
Pergunta:

*
Solicite um orçamento Sem compromisso