Publicado em 19/11/15 por Distel Telhas

Dicas para instalar telhas

As telhas tem várias utilizações, são capazes de proteger telhados inclinados contra a chuva, neve e granizo, a fim de proporcionar uma cobertura visualmente bonita e eficiente. As telhas podem ser feitas de vários materiais:

  • Asfalto;

  • Madeira;

  • Fibra de vidro;

  • Cerâmica;

  • Metal.

Apesar de muito eficientes, caso não se tomem as medidas necessárias, instalá-las pode ser perigoso e cansativo, mas quando prontas propiciam uma recompensa enorme. Neste artigo você aprenderá como fazer a instalação corretamente e obter 100% de eficiência. Antes de instalar as telhas, preste atenção nos seguintes itens:

1. Código de construção

Antes de começar a escolher, é necessário prever qual o código de construção adequado ao seu imóvel, muitos deles regulam o número de camadas de telhas ideal para ser colocado, além de também descreverem qual o material mais adequado.

2. Licenças

Lembre-se de providenciar as licenças necessárias para a mudança no telhado com o órgão governamental local, dessa forma eles verificam a real necessidade da construção e cobertura da casa.

3. Número de telhas

As superfícies de área coberta das telhas possui uma definição de quadrado de 100 m² (9,29 m²), mas geralmente as telhas são vendidas em pacotes fechados. Normalmente o número de pacotes necessário é de 3 ou mais. Para descobrir o número correto, meça o comprimento total e largura de cada seção de seu telhado, multiplicando-as para saber a área total. Adicione as áreas de cada seção e divida por 100 para obter o número total de quadrados que formam o telhado. Por fim, multiplique o número obtido por 3 para saber o número de pacotes necessários.

4. Segurança

Os telhados são altos e geralmente feitos em ângulos íngremes, por esse motivo, providencie um sistema de andaimes para não se acidentar durante o trabalho. As opções podem incluir escadas jacks e ganchos de escada, que servem para estabelecer uma escada nos telhados verticais, prendendo-se ao lado oposto do telhado. Os andaimes e placas seguram a área ao redor do telhado, evitando a incidência de ferramentas caindo do telhado.

5. Medidas

O próximo passo é medir o comprimento da telha para ter noção de como ela se acomodará no telhado, isso ajuda a determinar a melhor forma de apoio das telhas na largura total do telhado. Grande parte das telhas de cimento tem 91,4 cm de comprimento, se a largura do seu telhado não for um múltiplo do comprimento da telha, um pedaço a mais sobrará na extremidade direita de cada fileira (começando pela esquerda). A linha mais baixa das telhas deve ficar após a borda do telhado.

6. Preparação do telhado

Antes de dar início à colocação das telhas, retire as antigas e coloque uma camada de feltro no telhado (ou de qualquer outro material destinado a este fim) para apoiar as novas telhas que você utilizará. Em alguns casos a camada nova de telhas pode ficar em cima da antiga, mas isso deve ser estar especificado no código de construção.

Instalação através de transvasamento

1. Modos de instalação

Você pode organizar as telhas ao longo do comprimento do telhado através de um padrão de degraus ou quebrar as telhas, pregando as primeiras 3 ou 6 da primeira fileira, deixando a guia da extrema-direita de cada fileira solta, podendo assim inserir a primeira telha da próxima fileira.

2. Telhas consecutivas

  • Organize as telhas consecutivas a partir da parte inferior do telhado, ao longo de toda a borda.

  • Corte 6 cm do comprimento da primeira telha colocada e use o restante em tamanho real, assim elas vão ser deslocadas preenchendo as extremidades da primeira fileira.

  • De acordo com o tipo de telhas que você adquiriu, pode ser necessário existir uma fileira especial de telhas iniciais ou um rolo de material cortado de acordo com o comprimento de seu telhado.

  • Também há a possibilidade de usar uma fileira inicial de telhas, com tamanho comum a fim de transformá-las com as guias apontando para cima.

  • Ou usar as telhas estreitadas pelo corte das abas de 3 telhas de tabulação (partes residuais).

  • Agora corte 6 cm de comprimento da primeira telha e pregue-a.

  • As extremidades das primeiras telhas subsequentes colocadas sobre elas não vão se alinhar com as lacunas embaixo delas, pregue o restante das telhas como as tiras de telhas sem abas, com a margem superior para cima e pregadas acima da fita adesiva.

  • Isso faz com que a fita se estabeleça como o primeiro centímetro da borda, aderindo à borda de gotejamento da primeira fileira de telhas, evitando elevação causada pelo vento.

  • Risque uma linha de giz horizontal em cima da primeira linha, isto orienta a primeira linha de telhas para que elas se alinhem horizontalmente.

3. Fileiras seguintes

Coloque a primeira fileira de telhados para cobrir diretamente a linha inicial, corte a última telha para não ficar fora da borda ou se estender por mais de 15 cm sobre o telhado da fileira, o telhado nunca é um múltiplo exato do comprimento da telha.

As telhas possuem uma tira de plástico na parte traseira para mantê-las juntas no pacote, lembre-se de removê-la se você presenciar ventos de mais de 97 km. É um trabalho extra que consolida a cobertura na primeira vez que ela esquenta, quando o asfalto fresco ainda está pegajoso.

Após, coloque pregos nas 3 telhas que serviram de guia com 1,8 cm acima dos recortes, onde a guia encontra a parte superior da telha. Coloque um prego a 5 cm de cada extremidade da telha, seguindo as outras 2. O total será de 4 pregos para cada 3 telhas. Pregando dessa forma as próximas fileiras sempre penetrarão e fixarão a borda superior da linha inferior.

Risque uma linha de giz vertical a partir da borda interior da primeira telha no decorrer de todo o telhado, que servirá de guia para as linhas ímpares do processo.

4. Segunda fileira

Defina qual será a primeira telha da segunda fileira trasiera por uma meia guia, 17 cm, partindo da borda da primeira telha na primeira fila, assim o fundo de suas abas toca apenas o topo das ranhuras no recorte da telha. Esta ½ aba é cortada onde se pendura para fora da borda esquerda do telhado.

Risque outra linha vertical n aborda interior da primeira telha até a segunda fila do topo do telhado que servirá como guia para as próximas telhas.

5. Exaustores e placas

Instale as telhas ao redor de exaustores e placas pregando pedaços de folhas de alumínio sobre os buracos que você consiga enfiar o dedo, protegendo a cobertura deles, possíveis ondulações, rachaduras e vazamentos que aconteçam com o passar dos anos. Placas, aberturas e chaminés possuem interminentes de metal ao redor sobre o piche, e as placas são entrelaçadas, cimentadas e pregadas sob as telhas superiores, com uma abertura em cima e abaixo para a água correr para fora do entrelaçamento.

6. Topo

Continue o trabalho de instalar as fileiras alternadas até o topo do telhado de cada lado, use dois tamanhos da primeira telha de cada fileira, com três pés de comprimento e telhas encurtadas em 6 cm para o lado esquerdo, começando a alterar as fileiras totais, da esquerda para a direita, sempre.

Com a técnica de transvasamento você consegue utilizar ferramentas e materiais de construção ao seu lado enquanto está no telhado, sem ter que descer a todo o momento para busca-los. Esse método também pode, por vezes, criar uma condição apelidada de “padrão de ondulação”, quando as telhas se enrolam e voam com o vento, levantando o fino alto de cada uma das telhas sobrepostas. Evite esse problema seguindo os passos corretamente, pois ele pode fazer com que a água se armazene sob as telhas, vazando.

Por fim, reúna as bordas de cima junto com a camada de cume de nivelamento. Aqui você pode optar por utilizar telhas especiais de cume, ou cortar uma série de telhas regulares em três abas de partes iguais, dobrando-as para se encaixarem no topo e pregá-las.

Compartilhe

Faça uma pergunta
0 Perguntas
Pergunta:

*